Inicial

 

Para saber mais e inscrever-se, clique aqui!

O que é Terapia Pedagógica?

Há um cruzamento necessário entre terapia e educação, porque toda boa terapia é um processo de entrega ao sujeito de ferramentas para que ele se autoeduque e toda boa educação é um processo terapêutico preventivo. 

Esta proposta não pretende concorrer com outras correntes da psicologia ou da psicanálise, embora tenha embasamentos teóricos em algumas delas, mas acrescentar uma alternativa terapêutica que se filia à Educação. Parte-se do pressuposto de que lapsos, falhas e problemas de uma educação – que não prepara para a vida e para o autoconhecimento, que não cuida das emoções e não habilita para o enfrentamento das adversidades, que não promove a descoberta ou a construção de um sentido existencial – podem ser sanados por vias pedagógicas. 

Assim, lançamos a hipótese de que a educação poderia dar conta de formar um indivíduo mais equilibrado, mais competente emocionalmente, mais saudável psiquicamente. E a outra hipótese é que podemos refazer esse processo pedagógico na fase adulta, trabalhando lembranças de infância, dores atuais e um programa de reestruturação cognitiva e emocional, que possa suprir as lacunas existenciais do indivíduo. Entre as principais diferenças com as diversas correntes terapêuticas é que a terapia pedagógica pretende lidar menos com as sombras do passado, embora elas também despontem, e mais com o despertamento de uma consciência de si mesma, através de estímulos positivos, que toquem a essência transcendente do ser.

Ao mesmo tempo, a terapia pedagógica tem um aspecto social: 1) com seu valor reduzido, apenas para cobertura de custos do local e materiais usados – democratizando o cuidado psíquico, 2) com sua proposta desierarquizada, empoderando os sujeitos como atores de cuidados psíquicos uns com os outros; 3) com seu conteúdo de crítica social, pois uma reestruturação educacional do indivíduo também deve desembocar para uma abertura para o outro, uma consciência do papel de cada um, para uma sociedade melhor e para uma dilatação do amor pela humanidade.

É uma terapia breve e é uma terapia em grupo

Duas características desse terapia é ela ter um tempo determinado de um ano, em encontros pré-agendados e sempre ser feita em grupo.

Tem objetivos definidos

1) Ajudar os participantes a se orientarem em seus projetos existenciais;

2) Desierarquizar as relações do cuidador e de quem é cuidado, estimulando-se a ajuda mútua dentro do grupo;

3) Democratizar os cuidados psíquicos, pelo baixo custo;

4) Produzir uma nova forma de cuidados psíquicos, a partir da educação, que possa ser replicada;

5) Ser uma terapia acessível a educadores e pais, para instrumentalizá-los na missão de educar a a partir de uma autoeducação emocional.

Pela sua própria definição, e terapia pedagógica trabalha com conteúdos que estimulem o indivíduo a reestruturar vivencialmente o que não teve oportunidade de elaborar de jeito nenhum ou não elaborou de forma satisfatória durante a infância. Por isso, elegemos um roteiro de dez temas ou caminhos a serem percorridos.

Os dez momentos da Terapia Pedagógica

1) Sentido existencial e Projeto de vida. 

2) Meus valores. 

3) O mundo em que vivo, suas dores, suas crises, sua estrutura desumanizada. 

4) Meus talentos e minha identidade. 

5) A criança que fui e a criança que resta em mim. 

6) Dores da vida e resiliência. 

7) Rede de relações e de afetos. 

8) Natureza de dentro e de fora.  

9) Espiritualidade. 

10) Finitude